Seja bem vindos!

Apresentamos as notícias para você, da forma que queremos ler.

Páginas

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

PM aposentado da BA é preso por tentativa de estupro

Um policial militar aposentado, natural do estado da Bahia e identificado como Gilson Duarte Oliveira, 58, foi preso em flagrante, acusado de tentar estuprar um adolescente. A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis da cidade de Lagarto, coordenados pela delegada Ana Carolina Machado Jorge.
"O encontro do adolescente com o investigado foi marcado no horário e local determinados por ele, a fim de que o menino o acompanhasse até o Rio Jacaré, local este onde não há moradia e movimentação de pessoas", detalhou a delegada Ana Carolina.
 Ainda segundo Carolina, a prisão em flagrante só foi possível porque já existia um histórico investigativo contra o acusado, datado do ano de 2010, que dava conta que ele tinha por hábito abordar e presentear meninos do sexo masculino, sem ter com eles qualquer relação de parentesco. "Quando a família comunicou a ocorrência, trouxe alguns presentes que Gilson teria dado ao adolescente", revelou a delegada.
Acusações
Outra investigação aponta que Gilson costumava receber em sua casa meninos entre 12 anos e na oportunidade usava trajes íntimos. "O auto de prisão em flagrante já foi encaminhado para apreciação do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e conhecimento do Comando da Polícia Militar", destacou a delegada. Ela informa, ainda, que a Polícia Civil tem dez dias, a contar da data da prisão, para concluir as investigações.
Procurado
A Delegacia da Criança e do Adolescente de Aracaju também vinha investigando o policial aposentado. Segundo a delegada Lara Shuster, o acusado vinha sendo investigado desde o mês de janeiro de 2012, por conta de um estupro de vulnerável de dois jovens de 13 e 16 anos e contra ele existia um mandado de prisão. "Ele nunca foi encontrado, pois vivia trocando de residência e foi morar em Lagarto, onde continuou praticando os atos", informou Shuster. "É importante que os pais estejam alerta para casos assim e que comuniquem o fato à Policia Civil, através do 181", finalizou a delegada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Iremos observá-lo e o publicaremos.
Grato!
Na Forma da Lei